10 motivos para você aplicar UX Design no seu site

Escrito por maiscode

Publicado em 08/11/2021

A verdade é que para ter um site inovador, você deve entender de UX Design. User Experience Design (Design da Experiência do Usuário) é entender o que o usuário quer, quem ele é e prever suas atitudes e reações. É se colocar totalmente no seu lugar e ser empático. Basicamente é ser o usuário, ver como o usuário e pensar como o usuário.

Para ajudar com isso, Jakob Nielsen montou as 10 heurísticas do UX Design. Nielsen é um cientista da computação com Ph.D. em interação homem-máquina e desde 1995 publica artigos sobre a usabilidade na internet para ajudar as pessoas a navegarem neste mundo de forma mais simples e otimizada.

Em 1994, ele publicou o artigo “10 Heurísticas de Usabilidade para Design de Interface de Usuário”, que foi atualizado em 2020. Nesse artigo, ele explica detalhadamente o que os criadores de site devem fazer para que a navegabilidade seja melhor usufruída.

1. Deixar o caminho bem claro para o usuário

Ele deve entender cada passo que está dando no seu site. Como um mapa em uma região desconhecida que diz “você está aqui”, o seu site também deve indicar caminhos de onde o usuário está ou o que ele está fazendo. Ou seja, o usuário deve saber o que está fazendo no seu site, pois caso algo aconteça sem o conhecimento dele, o usuário perde a confiança no seu trabalho e isso não é nada bom.

Quando você está usando o computador, ele te avisa a porcentagem da bateria para que você saiba quando carregar novamente sem que ele desligue. Quando você dirige, observa a velocidade no velocímetro para que saiba quando aumentar ou diminuir a velocidade de forma controlada. No seu site não deve ser diferente, deixe claro as informações para o usuário.

2. Linguagem similar ao do usuário

Ele deve entender o que você está falando. Para isso, a melhor forma é deixar de lado alguns termos e jargões técnicos, por exemplo, para dar lugar a uma linguagem mais acessível e didática. Ou pelo menos a que mais confere com o seu público-alvo. Para ter certeza que os seus usuários vão entender os elementos e textos do seu site é interessante falar com algumas pessoas e perguntar se elas entendem os significados de tais palavras, porque às vezes para você o que é simples e óbvio pode não ser tão fácil para o outro.

E então, do que adianta ter um site cheio de jargões difíceis de serem entendidos? Se isso acontecer, os usuários vão embora do seu site pois não entendem o que você quer passar. Deixe o tecnicismo para os técnicos e para o público use uma linguagem mais acessível.

3. Dar a possibilidade do usuário reverter as suas ações

Isso dá liberdade e confiança para ele. Ele sabe que pode errar e terá sempre uma saída de emergência. A ideia de poder escapar de uma “encrenca” ou erro facilmente dará ao usuário a sensação de que ele pode explorar o seu site livremente, sem medo. Botões de “voltar”, “saída”, “reverter ação” são ótimos.

4.  Consistência e padronização

A consistência e padronização no seu site ajuda o usuário a entender bem como as coisas funcionam ali, o que cada coisa significa e o que eles devem fazer. A falta de consistência pode deixar o usuário cauteloso sobre suas atitudes no seu site. Por exemplo, entendemos que o símbolo de “raio” normalmente simboliza energia ou a “lua” simboliza o modo noturno e um símbolo de envelope ou aviãozinho nos remete a um chat de conversa.

Assim, caso você use o elemento “lua” para simbolizar o modo noturno, é mais adequado que você use esse símbolo no site inteiro para esta finalidade.

5. Prevenção de erros

Acima de reverter erros, o mais essencial é prevenir erros. Aquela frase antiga “é melhor prevenir do que remediar” é certeira nesse momento: mais do que oferecer ajuda quando dá algo dá errado, é evitar que esse erro aconteça.

E você deve estar bem atento para isso. Como o alerta "cuidado, piso molhado” que os funcionários de uma loja colocam quando estão limpando o chão para evitar que as pessoas escorreguem ou no Twitter que, ao criar um tweet, e sair da página ele te manda a notificação “Salvar tweet?” para caso você tenha clicado para sair sem querer, no seu site você também deve ter isso. Perguntar para o usuário se ele tem certeza que quer fazer tal ação, alertar para o que tal botão faz, etc. são essenciais para que quem entre no seu site não cometa algum erro.

6. Reconhecimento dos elementos

É melhor que os usuários reconheçam os elementos do seu site mais do que memorizem. Reduza o máximo de informações que o usuário tem que memorizar, aumente o número de informações que ele deve reconhecer.

Por exemplo, caso eu pergunte para alguém “Quem escreveu o livro Dom Casmurro?”, você pode não se lembrar exatamente ou pensar em vários escritores relacionados como José de Alencar e Álvares de Azevedo. Mas caso eu pergunte “Machado de Assis é o escritor de Dom Casmurro?” será mais fácil para você reconhecer que sim. No primeiro caso você tinha que tirar da memória a resposta e no segundo caso a memória vem facilmente, com o reconhecimento.

Para aplicar o reconhecimento no seu site, você deve nomear todos os elementos para ajudar o seu usuário atingir o objetivo. Em vez de fazer ele se perguntar “esse botão é para que?”, faça ele reconhecer o objetivo daquele botão.

7. Eficiência e flexibilidade

Tanto o usuário mais experiente, como o menos experiente deve achar fácil acessar seu site. Você deve fornecer os atalhos para quem sabe usá-los e o caminho mais usual para quem não sabe.

Quando não conhecemos direito o caminho para algum lugar tendemos a seguir as instruções certinhas do mapa ou do GPS. Mas quando sabemos, seguimos nosso atalho.

No seu site, você deve seguir a mesma lógica. Você deve possibilitar uma navegação fácil tanto para um novo usuário quanto para um usuário mais experiente. Possibilitar atalhos, a personalização e customização é importante e demonstra preocupação com a boa experiência de todos que entram no site.

8. Design minimalista

Não fornecer mais informação que o necessário para o usuário é muito importante: deixe o design e o conteúdo focado no que é essencial. Muitos elementos podem distrair o usuário do que você realmente quer mostrar. Aproveite o espaço em branco para chamar a atenção do que realmente é relevante: não use muitos elementos apenas para enfeitar o site, use os componentes necessários para se comunicar.

9. Recuperação de erros

É importante que você ajude o seu usuário a reconhecer, diagnosticar e principalmente recuperar erros.

No design é interessante usar elementos como a cor vermelha e o texto em negrito para ele perceber rapidamente que tem um erro. E claro, utilizar uma linguagem que ele entenda o que está acontecendo, sem jargões técnicos.

Por exemplo, caso o seu usuário esteja preenchendo um formulário e esqueça de responder uma pergunta obrigatória, avisá-lo “você deve responder esta questão para continuar”.

Além disso, é importante oferecer um atalho que resolva o erro imediatamente para ajudá-lo. Não um tutorial apenas, se possível fornecer um botão para ele clicar e resolver o problema imediatamente. No Gmail, por exemplo, eles te oferecem a opção de ‘desfazer’ caso você apague um email. Assim, ele é restaurado imediatamente.

Esse tipo de atitude dá liberdade para o usuário e diminui a frustração que ele pode ter caso cometa algum erro.

10. Ajuda e documentação

O ideal é que o seu site não precise de nenhuma explicação adicional, já deve ser fácil de entendê-lo sem nenhum guia. Mas alguns sites precisam explicar algumas questões e para isso é interessante deixar uma parte para explicar um tutorial de como fazer certas coisas no seu site.

Um exemplo é o site do enjoei, que mantém uma central de ajuda, que responde as questões principais do site, divididas em tópicos: como vender no site, como comprar, como cancelar uma compra, entre tantos outros estão lá.

Isso é interessante porque o usuário terá o suporte necessário para navegar no seu site e a confiança dele em você aumentará.

Conclusão

Concluindo, para ter um site inovador você precisa estar atualizado, ser criativo, utilizar de diversos elementos tecnológicos e entender de UX Design. Assim, podemos certificar que o seu site ficará perfeito.

E caso precise de ajuda, conte com a Mais Code! Podemos trabalhar para que seu site seja inovador e moderno. 😎

Referências:

https://www.neurosciencemarketing.com/blog/articles/small-surprises.htm Small Surprise, Big Mood Changes (fala sobre o estudo do Norbert Schwarz)

https://www.nngroup.com/articles/ten-usability-heuristics/ (10 Usability Heuristics for User Interface Design)

https://www.nngroup.com/people/jakob-nielsen/ (Sobre Jakob Nielsen)

Venha fazer a sua presença online com a MaisCode

FAÇA UM ORÇAMENTO

    Assine nossa newsletter para se manter presente online



    Open chat
    Fale conosco!